Pesquisar

Newsletter


 


 
Faixa publicitária

Liturgia

Faixa publicitária

Vigiai!

 

“Oh se rasgásseis os céus e descêsseis! Ante a vossa face estremeceriam os montes!” É com este grito do Profeta Isaías que iniciamos mais um Advento na nossa vida, que acolhemos de novo o convite de Deus a rasgar o nosso coração para que Ele possa descer e habitar no meio de nós. Este já não é um simples desejo porque se cumpriu real e definitivamente em Nosso Senhor Jesus Cristo que, rasgando os Céus, incarnou no Seio da Virgem Maria e Se fez homem, por nós e para nós.

 

O Tempo do Advento é o tempo da esperança fecunda. Sabemos que o Senhor já veio uma vez à história da humanidade, que agora se encontra connosco “em cada tempo e em cada lugar” e que virá, no fim dos tempos, para entregar tudo nas mãos do Pai. Celebrar o Advento é deixar que este encontro diário com o Senhor se torne fecundo, uma porta aberta à vida nova que Ele nos quer conceder.

No Tempo do Advento somos convidados a olhar, de um modo especial, para a Virgem Santa Maria, Senhora da esperança e da docilidade. No rosto e na obediência de Maria percebemos o dom do acolhimento que não obstaculiza a graça de Deus, pelo contrário, se deixa moldar por ela como o barro nas mãos do oleiro. Vivamos em jubilosa esperança mais esta oportunidade que o Senhor nos concede de nos convertermos a Ele e à sua vontade, peçamos-Lhe com fervor que venha à nossa vida, que não nos encontre adormecidos ou tíbios mas despertos e vigilantes, prontos a correr para Ele.

Na Igreja de Lisboa, neste primeiro Domingo do Advento, celebramos a esperança que se concretiza nas ordenações diaconais dos futuros presbíteros. É um sinal da presença de Deus que continua a alimentar o seu povo e a visitá-lo. Rezemos pelos ordinandos para que sejam sempre imagem do Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas.