Pesquisar

Newsletter


 


 
Faixa publicitária

Liturgia

Faixa publicitária

Todos ficaram cheios do Espírito Santo.

Cinquenta dias depois da luminosa noite da Páscoa, celebramos hoje a descida do Espírito Santo, a Solenidade do Pentecostes. Celebramos o maior dom da Páscoa de Jesus - o Espírito Santo derramado em nossos corações, o Sopro vital que nos anima e nos fortalece no caminho para o Pai. A promessa de Jesus é concretizada nos sinais sensíveis do vento e do fogo; descendo sobre os Apóstolos, transforma-os radicalmente e consagra-os para a missão: o anúncio do Evangelho a todos os homens até aos confins do mundo.

É o Espírito do Ressuscitado que constrói a Igreja e nos conduz a Jesus: “ninguém pode dizer «Jesus é o Senhor» a não ser pela acção do Espírito Santo”; é esta força que nos permite tocar o mistério de Deus e nos abre as portas para a vida nova da Páscoa.

A brisa suave não se vê, não se sente, não se ouve, não dá nas vistas mas brilha no coração dos fiéis, é a força oculta e misteriosa de Deus que nos mergulha no mistério da eleição divina e nos impele a testemunhar, no Corpo de Jesus que é a Igreja, as obras d’Ele em nós.

Neste dia pedimos a Deus que infunda em nós, com muito vigor, os sete dons do Espírito Santo para traçarmos caminhos novos para a nossa comunidade. Precisamos de olhar urgentemente para o Alto e corresponder aos apelos de Deus para a nossa Paróquia. Não nos podemos deixar abater pelo desânimo e pela murmuração, porque o Espírito de Deus impele-nos à construção da comunidade e para isso reclama as nossas vidas e as nossas disponibilidades. Não tenhamos medo de corresponder com generosidade aos apelos do Espírito Santo que hoje nos é oferecido gratuitamente.